Entendendo o Lúpus

O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença inflamatória crônica, ou seja, de longa duração. Sua origem é autoimune, o que significa que faz parte do grupo de doenças em que o sistema imunológico, que são nossas células de defesa, ataca o próprio corpo.

Pode acometer pessoas de qualquer idade, raça e sexo, porém é bem mais frequente nas mulheres. Ocorre principalmente entre 20 e 45 anos, sendo um pouco mais freqüente em pessoas mestiças e nos afrodescendentes.

Os sintomas variam bastante, mas se sabe de dois tipos de manifestação. Um é o Lúpus Cutâneo, no qual a doença fica restrita à pele e podem aparecer manchas avermelhadas, principalmente nas áreas que ficam expostas à luz solar (rosto, orelhas, colo e nos braços), além de feridas de diversos tipos.

Já o Lúpus Sistêmico é o tipo no qual um ou mais órgãos internos são acometidos. Alguns sintomas são gerais como febre, emagrecimento, perda de apetite, fraqueza e desânimo. Outros, específicos de cada órgão como dor nas juntas, manchas na pele, inflamação de membranas que envolvem alguns órgãos como a pleura (envolve o pulmão) e pericárdio (envolve o coração), pressão alta, inchaço nas pernas, alteração dos rins, convulsões, alterações nas células do sangue.

A suspeita ocorre por meio dos sintomas, que geralmente se prolongam por algumas semanas,e existem exames laboratoriais gerais e específicos que devem ser solicitados para somar dados com a história clínica e auxiliar no diagnóstico.

Infelizmente, é uma doença que não tem cura, mas existem diversos tratamentos eficazes, incluindo medicamentos e outros cuidados não-farmacológicos. Se precocemente reconhecida e adequadamente tratada, a doença entra em remissão, ou seja, fica bem controlada e o paciente sem sintomas.

O objetivo de todo reumatologista que acompanha pacientes com LES deve ser atingir esse alvo, além de prevenir complicações ou sequelas decorrentes da própria doença e dos medicamentos em longo prazo.

Dra. Glaucia Ferreira Abrahão – Médica Reumatologista CRM 177672

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.