/ / Estou com dor lombar, e agora?

Estou com dor lombar, e agora?

Sabe-se que a dor lombar é um sintoma bastante comum. Estima-se que 70-80% das pessoas apresentam dor lombar ao menos uma vez na vida. E pode ser definida como dor nas costas na região entre as costelas inferiores e as dobras do glúteo.

Como diversas causas de dor lombar, é prudente organizar o raciocínio quando estamos diante desse sintoma tão comum. Para isso, classificamos de acordo com o jeito que a dor se apresenta e os demais sintomas que vem junto. Desta forma, podemos identificar as causas mais graves.

Entre as causas de dor lombar estão como doenças que se encaixam no grupo das Espondiloartrites. Ou seja, doenças reumáticas que geralmente inflamam uma coluna vertebral e as articulações sacroilíacas (região posterior dos glúteos). Os principais exemplos de Espondiloartrites inflamatórias na Reumatologia são: Espondilite Anquilosante, Espondilite associada a Artrite Psoriásica, Espondilite associada a Doenças Intestinais Inflamatórias e Espondilite associada a Artrites Reativas.

A dor lombar da espondiloartrite tem um padrão que chamamos de inflamatório, geralmente acometendo pessoas mais jovens. Algumas dicas para identificar este padrão são:

  • Dor nas costas que começa antes dos 40 anos de idade
  • Dor nas costas que aumenta com o tempo, gradualmente
  • Dor nas costas que estiveram ou alivia com realização de exercícios físicos
  • Dor nas costas que não costuma melhorar com repouso
  • Dor nas costas durante a noite (inclusive ocasionando despertar noturno) e que melhora ao se levantar

Inflamações nas articulações da coluna não tratadas podem evoluir com limitação da mobilidade e deformidades. Portanto, se alguém se apresenta com dor lombar e tem resposta positiva a alguma das perguntas acima é importante consultar com um Reumatologista para uma avaliação mais completa.

Dra. Glaucia Ferreira Abrahão – Médica Reumatologista CRM 177672

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *