/ / Acupuntura Tradicional ou Acupuntura Médica: afinal qual é a diferença?
acupuntura

Acupuntura Tradicional ou Acupuntura Médica: afinal qual é a diferença?

Desde que foi introduzida na Europa e na América, a acupuntura permaneceu à margem da corrente principal da medicina científica, sendo sua prática acusada pela classe médica de curandeirismo.

Entretanto, observando na prática a eficácia da acupuntura, foram realizados estudos acerca de seu funcionamento e, após os primeiros resultados, os médicos passaram a se utilizar de parte dos recursos da acupuntura descartando um pouco da base tradicional; e (os pioneiros[4] ) cunharam o termo acupuntura médica, que passou a se definir como a prática de acupuntura por médicos considerando-a como um método terapêutico cujo território é também o sistema nervoso e a resposta imunitária, que visa a produzir mudanças funcionais de repercussão local e/ou sistêmica, com os objetivos de restaurar a normalidade fisiológica e produzir analgesia nas condições dolorosas.

Dr. Chung Kim Yau – Médico Acupunturista CRM 29025

Acupuntura médica é o nome que se dá à prática da acupuntura por profissionais médicos. Segundo AAMA – American Academy of Medical Acupuncture, a acupuntura médica é um termo usado para descrever a acupuntura realizada por um profissional treinado e licenciado em medicina ocidental, que também teve uma formação em acupuntura exercendo esta como uma especialidade (assim como se tem o especialista apontado pelos conselhos federais CFP e CFE [3]). A acupuntura médica se orienta também pela fisiopatologia detectável por semiologia clínica e exames laboratoriais ou de bio-imagem.

Desta forma, devemos distinguir a Acupuntura Médica (profissionais licenciados em medicina que são necessariamente registrados no Conselho Regional de Medicina) da Acupuntura Tradicional Chinesa (acupunturistas não-médicos, formados apenas numa relação mestre – discípulo tradicional) como conceitos distintos onde o objeto da observação de um e de outro pode diferir radicalmente.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *